quinta-feira, 3 de maio de 2012

amo-te loira, minha irmã. ♥

E quando eu digo que te amo, não estou a mentir.
Tu sabes que temos uma relação muito especial. Somos bem capazes de passar um dia a dizer 'amo-te' ou com as nossas 'cenas fofinhas'. Mas pronto, outros dias já andamos com os 'és bués de burra' ou 'és muite feia'.
Amo aquelas nossas tardes especiais, em que é como se fosse tudo nosso. Quando nos armamos em detetives, quando fazemos palhaçadas, quando tiramos fotos. Basicamente, quando são aqueles nossos momentos de show, muito top's. (a)
A nossa amizade é tida como 'parva' por alguns, blábláblá, é à distâcia. Mas a verdade é que estou-me a cagar, conheço-te à 3 anos e foste das poucas que nunca me desiludiu!
Lembro-me de Aveiro 10, quando dançamos pela primeira vez com os outros. Nessa altura, não nos dávamos mas achei-te logo simpática e querida. Depois acabámos por perder contacto, tu foste embora. Voltamos a encontrar-nos e acredita bé, agora é que eu não te largo. 
Eu acredito que a distância não 'desfaz' uma amizade, não dá cabo dela. Muitas vezes, apenas nos mostra quais são as verdadeiras e quais as que valem realmente a pena.
És grande parva, eu nem devia fazer-te isto, já que só gostas do meu cu, como tu dizes. (a)
Não sei se contigo acontece o mesmo, mas às vezes já pensei '' fdç, porque é que não vem ela para ao pé de mim e não vão embora muitos/as que aqui andam e não fazem falta a ninguém! ''
Quando eu digo que te amo, não sei se pensas que é a sério, é que esse é um defeito meu. acho que nunca consigo dizer muito bem aquilo que quero. Mas acredita loira, eu amo-te mesmo parvalhona!
- Obrigada por seres uma amiga com todo o significado da palavra: para os bons e maus momentos, para as palhaçadas e para os choros. amo-te assim loira, tipo oito deitadinho.  ∞